• AUTOATENDIMENTO
  • Acessar meu Plano
Previsc - Previdência Complementar
Home / INDÚSTRIAPREV

PLANO INDÚSTRIAPREV


REGIME TRIBUTÁRIO

Na previdência complementar, o participante tem a opção de escolher por duas formas de tributação do Imposto de Renda a Progressiva ou Regressiva.

Entenda como funciona:

Regime Regressivo

Na Tabela Regressiva, as alíquotas variam entre 10% e 35%, conforme o tempo no Plano. Ao optar por esta Tabela, quanto maior o tempo de contribuição, menor será o Imposto, independente do valor acumulado.  
 
O objetivo de quem opta por esta Tabela é realmente manter uma reserva para o futuro.
 
A tributação dos benefícios pagos será calculada com base no sistema PEPS, ou seja, conforme a idade das contribuições.
 
O tempo de contribuição é calculado de forma que as primeiras contribuições mensais efetuadas sejam as que irão efetuar o pagamento nos primeiros benefícios mensais futuros, portanto, com a menor alíquota possível. 
 
No caso de Resgate, o dinheiro aplicado nos últimos dois anos pagará 35% de imposto, as contribuições feitas entre 2 e 4 anos pagarão 30%, e assim sucessivamente até chegar nos 10% (para os valores aplicados há mais de 10 anos).  

Tabela Regressiva
Fonte: Receita Federal 

Atenção: a Tributação Regressiva é definitiva, ou seja, o valor do Imposto de Renda recolhido ao longo do ano é exclusivo na fonte. Portanto, não entra para ajuste na sua Declaração de Ajuste Anual de Imposto de Renda (tanto para Resgate quanto para Benefício mensal). 

Regime Progressivo


A tabela do Regime Progressivo é a mesma que fixa a alíquota do Imposto de Renda sobre o salário. A alíquota sobre o plano de previdência é fixada pelo valor a ser resgatado ou transformado em renda.

O regime Progressivo calcula o imposto a partir do valor do benefício.  A alíquota do imposto de renda aumenta de acordo com o aumento da sua renda, chegando a até 27,5%. Por isso leva o nome de progressivo.

O Regime Progressivo é a opção para os participantes que têm como objetivo receber uma renda mensal na faixa de isenção do IR ou próxima a essa, não ultrapassando os 7,5%. Também é ideal aos investidores de curto prazo.

No caso de resgate, de acordo com a Lei n° 11.053/04, será calculado imposto pela alíquota de 15%, independentemente do valor, a ser compensado no ajuste do ano seguinte.

TABELA PROGRESSIVA EXEMPLOS
Rendimentos R$ Alíquota % Parcela a Deduzir do Imposto R$ Rendimentos R$ Imposto R$
Até 1.903,98 0 % 0,00 1.000,00 Zero
De 1.903,99 até 2.826,65 7,5% 142,80 2.000,00 7,20
De 2.826,66 até 3.751,05 15% 354,80 3.000,00 95,20
De 3.751,06 até 4.664,68 22,5% 636,13 4.000,00 263,87
Acima de 4.664,68 27,5% 869,36 5.000,00 505,64
Fonte: Receita Federal 


  Ainda tem dúvida sobre qual alíquota escolher? Acesse a cartilha de Imposto de Renda que preparamos para você:

>> Cartilha de Imposto de Renda >> Simulador de Economia de IR