9 ESTATÍSTICAS SOBRE BENEFÍCIOS NAS EMPRESAS QUE VÃO TE SURPREENDER


Nem tudo é dinheiro. Existem muitas outras maneiras de aumentar o grau de satisfação e, consequentemente, produtividade dos seus colaboradores. A oferta de benefícios no ambiente de trabalho é uma prática reconhecida e efetiva para esse fim.  Uma tendência em empresas jovens, geralmente do setor de tecnologia, consiste em oferecer benefícios não-tradicionais para atrair e reter a geração dos millenials. Porém, algumas dessas empresas são considerados “millennial traps”, ou armadilha para millenials, pois “fisgam” o jovem com a promessa de benefícios mirabolantes, às custas de baixos salários, tornando-se cada vez mais referências negativas.

Mas o que realmente pensam os profissionais a respeito de benefícios em empresas? O site americano Office Vibe elaborou um estudo  bem interessante que mostra algumas estatísticas curiosas e que podem ser utilizadas na hora de desenvolver a própria política de recursos humanos de sua empresa.

1. 80% dos empregados preferem benefícios novos ou adicionais no lugar de um aumento.

O que os colaboradores realmente desejam é liberdade e autonomia.

Muitos trocariam um aumento de salário por benefícios como trabalhar de casa alguns dias na semana, por exemplo. Ou, seja, a satisfação vai além do dinheiro.

No fim das contas, as pessoas valorizam muito o fato de receberem confiança e respeito e isso fica evidente quando ganham autonomia, liberdade e poder de decisão.

2. 90% dos millenials preferem benefícios do que um aumento de salário.

Para os millenials tudo se trata de equilibrar a vida pessoal e profissional.
Na concepção deles (e quem ousa dizer que estão totalmente equivocados?) o mais importante é aproveitar a vida e viver feliz.

Eles testemunharam a dedicação exagerada de seus pais ao trabalho, muitas vezes não recompensada. Por isso, têm expectativas de benefícios e ambientes de trabalho divertidos e leves.

3. Qualidade de vida é mais importante.

Vale sacrificar tudo apenas pelo salário? A felicidade não tem preço, é assim que 60% das mulheres e 48% dos homens pensam.

O desejo é por uma vida em que trabalho e felicidade andem em equilíbrio, justamente em um momento da humanidade no qual a tecnologia nos cria a armadilha de trabalhar cada vez mais tempo por semana, pois nem sempre nos desligamos totalmente.

Ao recrutar, é interessante destacar benefícios da sua vaga para a qualidade de vida da pessoa e usá-los como argumentos na entrevista.

4. 57% dos candidatos a empregos nos EUA têm benefícios e vantagens no topo dos critérios para avaliar uma proposta de trabalho.

Na hora de anunciar uma vaga na sua empresa é bom ter em mente que o pacote de benefícios tem grande valor. Muitas vezes, oferecer ótimos benefícios é a forma mais barata de atrair grandes talentos. Você precisa apenas de um pouco de tempo para pensar neles e cabeça aberta para aceitar as prioridades que o trabalhador elege no mundo de hoje.

5. 84% dos empregados com bons benefícios afirmam que têm satisfação plena no trabalho.

Todos gostam de ser valorizados. Oferecer benefícios demonstra uma valorização do seu profissional e aumenta a lealdade à empresa. Testar e implementar novos benefícios com a ajuda dos próprios funcionários é uma ótima ideia.

6. Homens ganham 24.1% mais do que as mulheres na mesma função.

Embora vivamos uma época em que pesquisas comprovam a importância de ter mais mulheres nas equipes, inclusive como caminho para o sucesso, elas ainda não recebem o mesmo respeito profissional que os homens. É lamentável.

Todo líder deve ter um único preconceito na cabeça: é injusto pagar as mulheres de forma diferente dos homens se elas exercem a mesma função, com a mesma eficiência.

7. 67% dos colaboradores americanos dizem que não se candidatariam a vaga em uma empresa que paga mulheres e homens de forma desigual.

Um motivo a mais para ser justo com as mulheres. Além de não desejarem ingressar em um ambiente injusto, este pode ser um motivo para perder bons colaboradores.

8. Apenas 65% das pessoas estão satisfeitas com seu salário.

As pessoas sempre querem mais e dificilmente estão satisfeitas com seu salário. Em contrapartida, sentem-se felizes quando recebem benefícios impagáveis como tratamento diferenciado e vivenciam ambientes de trabalho motivadores.

9. 49% dos adultos empregados pensam em mudar de emprego para obter benefícios significativos para sua vida.

Às vezes, a grama do vizinho é realmente mais verde. E não é por investimento financeiro, é por que ele a cultiva com carinho. Colaboradores infelizes podem enxergar a realização na troca de emprego e nem sempre trata-se de dinheiro.

Com alguma dedicação em entender cada pessoa e as necessidades (que podem ser simples) para sua realização profissional, é possível evitar os turnovers que tanto custam à empresa.

Equilíbrio é tudo.

Da parte financeira aos aspectos mais humanos da empresa, tudo é questão de equilíbrio e inteligência. Um gestor atento, acompanha o mercado, conhece as práticas para tornar sua empresa mais atrativa aos melhores talentos e reconhece as melhores formas de aplicá-las ao seu ambiente de trabalho e modus operandi.

O que não adianta é ignorar diagnósticos e as tendências de comportamento e pensamento da geração que hoje está no mercado de trabalho. O mundo muda e para sucesso nos negócios é preciso adaptar-se para continuar crescendo, formando equipes de trabalho eficientes e o mais importante: felizes.

Baixe E-book Grátis

PREVISC
A PREVISC é uma entidade fechada, sem fins lucrativos, que garante a tranquilidade de seus clientes por meio de planos de previdência complementar.
PREVISC

Autor: PREVISC

A PREVISC é uma entidade fechada, sem fins lucrativos, que garante a tranquilidade de seus clientes por meio de planos de previdência complementar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *